quinta-feira, 13 de setembro de 2012

A pronúncia do Tetragrama YHWH


O Códice Leningrado, do Século XI

Na segunda metade do primeiro milénio na nossa era, os escribas conhecido por massoretas introduziram um sistema de sinais vocálicos para facilitar a leitura do texto consonantal em hebraico que poderia conduzir a inúmeros significados e em vez de inserir os sinais vocálicos correctos de YHWH, colocaram outros sinais vocálicos para lembrar ao leitor que ele devia dizer Adhonai (“Soberano Senhor”) ou Elohím (“Deus”).[9]
O Códice de Leningrado, do Século XI, tem no Tetragrama YHWH, sinais vocálicos para orar a YehvíhYehváh e Yehováh. A edição de Ginsburg do texto massorético tem sinais vocálicos para que ore a Yehováh. (Gênesis 3:14) Os hebraístas em geral são a favor de Yahvéh como a pronúncia mais provável. Salientam que a forma abreviada do nome é Yah (ou Jah, na forma latinizada), como no Salmo 89:8 e na expressão HaleluYah (que significa “Louvai a Jah!”; em português, é vertida por Aleluia). Também as formas Yehóh, Yoh, Yah e Yahu, encontradas na grafia hebraica dos nomes Jeosafá, Josafá, Sefatias e outros, podem todas ser derivadas de Yahwéh. As transliterações gregas feitas pelos primitivos escritores cristãos indicam uma direcção algo similar. Ainda assim, de modo algum há unanimidade sobre o assunto entre os peritos.
A posição actual das Testemunhas de Jeová sobre este ponto resume-se ao seguinte: Visto que, actualmente, não se pode ter certeza absoluta da pronúncia do nome de Deus, parece não haver nenhum motivo para abandonar a forma bem conhecida, Jeová (em português), em favor de Javé ou outra forma hipotética. Se tal mudança fosse feita, então, a bem da coerência, deviam ser feitas alterações na grafia e na pronúncia de uma infinidade de outros nomes encontrados na Bíblia. Por exemplo, no caso de Jeová ser alterado para Javé, Jeremias seria mudado para Yir.meyáh, Isaías se tornaria Yesha.yá.hu, e Jesus seria pronunciado Yehoh.shú.a em hebraico ou I.e.soús, no grego. Assim, para as Testemunhas de Jeová, conhecer, usar e divulgar o nome pessoal de Deus é considerada a questão mais importante, mesmo que não se conheça a pronúncia original deste nome sagrado.

Significado

O significado exato do Tetragrama YHVH ainda é objeto de controvérsia entre os especialistas. Em Êxodo 3:14, YHVH disse a Moisés: “Ehiéh ashér ehiéh.” Segundo muitas traduções da Bíblia, esta expressão, encontrada no texto hebraico significa: “Serei o que Serei.” – Almeida Revista e Atualizada. E assim também compreenderam os tradutores da Versão dos Setenta: “Ego eimi ho ôn”. Disse Deus a Moisés: “Eu sou Aquele que é”. Disse mais: “Assim dirás aos filhos de Israel: ‘EU SEREI me enviou até vós.’ “ - Bíblia de Jerusalém.
Esta expressão “Eu sou o que sou” é usada como título para Deus, para indicar que ele realmente existia. Isso corresponde a “Eu sou aquele que 锓Eu sou o existente”. YHVH estaria assim confirmando sua própria existência.
2008-09-26 torarolle-jhwh.jpg
Outras traduções vertem: Serei o que eu for. A Tradução dos Vinte e Quatro Livros das Escrituras Sagradas, em inglês, do Rabino Isaac Leeser, verte como segue: “E Deus disse a Moisés: Serei o que eu for: e ele disse: Assim dirás aos filhos de Israel: SEREI enviou-me a vós. - [10]
A Bíblia Enfatizada, de Joseph Bryant Rotherham, em inglês, verte Êxodo 3:14 como segue: “E Deus disse a Moisés: Tornar-me-ei aquilo que me agradar. E ele disse: Assim dirás aos filhos de Israel: Tornar-me-ei enviou-me a vós.” A nota ao pé da página, sobre este versículo, diz em parte: “Hayah [palavra vertida acima ‘tornar-se’] não significa ‘ser’ essencial ou ontologicamente, mas fenomenalmente. . . . O que ele será não é expresso — Ele estará com eles, ajudador, fortalecedor, libertador.” De modo que esta referência não é à auto-existência de Deus, mas, antes, ao que ele pensa tornar-se para com os outros. - [11] Ou: Mostrarei ser o que eu mostrar ser. - Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas.
Para estes estudiosos, isto significa que YHVH podia adaptar-se às circunstâncias, e que, o que quer que ele precisasse tornar-se ou mostrar ser em harmonia com seu propósito, ele podia tornar-se e se tornaria ou mostraria ser. Explicam que o verbo hebraico ha•yáh, do qual deriva a palavra Eh•yéh, não significa simplesmente “ser”. Antes, significa “vir a ser; tornar-se”, ou “mostrar ser”. Entendem que segundo a raiz do Tetragrama na língua hebraica, o Tetragrama pode significar “Ele Causa que Venha a Ser ou Mostrar Ser”, quer dizer, com respeito a Si mesmo e com respeito ao que Ele se tornará ou mostrará ser, e não com respeito a criar coisas. Para estes tradutores, Deus não estaria apenas confirmando sua própria existência, mas ensinando o que esse nome implica. YHVH ‘mostraria ser’, faria com que ele mesmo se tornasse o que quer que fosse preciso para cumprir as suas promessas.
A nota ao pé da página sobre Êxodo 3:14 de “O Pentateuco e as Haftorás”, texto hebraico com tradução e explanação em inglês, editado pelo Dr. J. H. Hertz comenta: “A maioria dos modernos segue Rashi em verter ‘Serei o que eu for’; ou, nenhumas palavras podem resumir tudo o que Ele será para o Seu povo, mas a Sua fidelidade eterna e sua misericórdia imutável manifestar-se-ão cada vez mais na orientação de Israel. A resposta que Moisés recebe nestas palavras, portanto, é equivalente a: ‘Salvarei do modo em que eu salvar.’ É para assegurar aos israelitas o fato da libertação, mas não revela a maneira.” — [12]
Entende-se que este nome sagrado, na realidade, é um verbo, a forma causativa, indefinida, do verbo hebraico hawáh. Assim, segundo estes estudiosos, o Tetragrama YHVH significa “Ele Causa que Venha a Ser”Mostre Ser ou:Mostrará Ser, incorporando em si mesmo um propósito. Assinala o Portador deste nome exclusivo como Aquele Que Tem um Propósito.
Assim, os eruditos não estão totalmente de acordo a respeito do significado do nome de Deus. Muitos traduzem a expressão encontrada no texto hebraico: Eu sou o que sou. Outros, depois de extensas pesquisas sobre o assunto, acreditam que o nome é uma forma do verbo hebraico hawáh (tornar-se, vir a ser), significando “Ele Causa que Venha a Ser”.

Frequência nos escritos originais

Soletração do Tetragrama no texto massorético Hebraico com pontos vocálicos em vermelho.
Muitos eruditos e tradutores da Bíblia defendem que se siga a tradição de eliminar o nome de Deus. Alegam que a incerteza a respeito da pronúncia do Tetragrama YHWH justifica a eliminação, e também sustentam que a supremacia e a existência ímpar do Verdadeiro Deus tornam desnecessário que Ele tenha um nome específico para se diferenciar dos “demais deuses”. Mas este conceito não encontra apoio na Bíblia, quer no Antigo Testamento, quer no Novo Testamento.
Tetragrama YHWH ocorre 6.828 vezes no texto hebraico da Bíblia Hebraica de Kittel (BHK) e da Bíblia Hebraica Stuttgartensia (BHS). A frequência em que aparece o Tetragrama atesta a sua importância. Seu uso em todas as Escriturasultrapassa em muito, o de quaisquer nomes-títulos, tais como “Soberano Senhor (em hebr. Adhonai)”, “o [Verdadeiro] Senhor” (em hebr. Ha Adhóhn), Altíssimo (em hebr. Elyón) “o [Verdadeiro] Deus” (em hebr. Ha Elohím) e “Deus” (em hebr.Elohím).
É digno de nota a importância atribuída aos nomes próprios entre os povos semíticos.
O Prof. George Thomas Manley indica:
“O nome não é simples rótulo, mas é representativo da verdadeira personalidade daquele a quem pertence. … Quando uma pessoa coloca seu nome numa coisa ou em outra pessoa, esta passa a ficar sob sua influência e proteção.”[13]
  • Alguns exemplos do uso dos nomes próprios nas Escrituras Hebraicas:
    • Gênesis 27:36;
    • I Samuel 25:25;
    • Salmos 83:18
    • Salmos 20:1;
    • Provérbios 22:1.n.

Uso moderno

Algumas versões da Bíblia, transcrevem o Tetragrama como YahwehYavéh ou Javé :
  • A Bíblia de Jerusalém - edição brasileira (1981, com revisão e atualização na edição de 2002) da edição francesa Bible de Jérusalem:
    • Transcreve o nome pessoal de Deus como Yahweh.
  • BÍBLIA Mensagem de Deus (Edições Loyola de 1983):
    • Transcreve o nome pessoal de Deus como Javé, exceto nos Salmos ao falar sobre as adaptações no Livro:
“Sem falar em certas adaptações como o uso da palavra Senhor em vez de Javé, que de modo algum corresponderia à sensibilidade cristã.”[14]
Outras versões da Bíblia, transcrevem o Tetragrama como Jeová:
  • A King James Version (autorizada), 1611:
    • Transcreve quatro vezes como o nome pessoal de Deus (todos em textos considerados de importância), por exemplo, Êxodo 6:3; Salmo 83:18; Isaías 12:2; Isaías 26:4; e três vezes junto a nomes de lugares: Gênesis 22:14; Êxodo 17:15; e Juízes 6:24.
  • A Versão de Padrão Americana, edição 1901:
    • Traduz consistentemente o Tetragrama como Je-ho’vah em todos os 6.823 lugares onde ocorre nas Escrituras Hebraicas.
  • A Nova bíblia Inglesa:
    • Publicada pela imprensa da Universidade de Oxford, 1970, por exemplo Génesis 22:14; Êxodo 3:15,16; 6:3; 17:15; Juízes 6:24 ;
  • A Bíblia Viva:
    • Publicada por Publishers de Tyndale House, Illinois 1971, por exemplo Génesis 22:14, Êxodo 4:1 – 27; 17:15;Levítico 19:1 – 36; Deuteronômio 4:29, 39; 5:5, 6; Juízes 6:16, 24; Salmos 83:18; 110:1; Isaías 45:1, 18; Amós 5:8; 6:8; 9:6;
  • A Versão de João Ferreira de Almeida, a Almeida Revista e Corrigida, de 1693:
    • Empregou milhares de vezes na forma JEHOVAH, como se pode ver na reimpressão, de 1870, da edição de 1693. A Edição Revista e Corrigida (1954) retém o Nome em sua forma moderna (Jeová) em lugares tais como Salmo 83:18; Isaías 12:2 dentre outros, e extensivamente, no livro de Isaías, Jeremias e Ezequiel.[15]
  • La Santa Bíblia – Version Reina-Valera (1909):
    • Traduz quase todas as vezes integralmente como Jehova.
  • A Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas, publicada pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, New York, Inc. , 1961 e revisada em 1984. Traduz o Tetragrama quase 7.000 vezes nas Escrituras Hebraicas (Antigo Testamento) e muitas outras vezes nos escritos Gregos-Cristãos (Novo Testamento).
Visto que a pronunciação original de יהוה é desconhecida, e visto que já por séculos o uso da tradução Jeová passou a ser amplamente divulgado e estabelecido entre muitos cristãos, tornando-se uma pronúncia familiar em muitos idiomas, vários grupos religiosos, mais notavelmente asTestemunhas de Jeová, continuam a usá-la, ainda que muitos outros grupos religiosos favoreçam a pronúncia Javé ou Yahvé, ou mesmo o titulo SENHOR.

Vaticano

Em uma carta datada de 29 de junho de 2008, o Vaticano emitiu uma nota oficial, orientando para que o nome Iavé deixe de ser utilizado no serviço litúrgico católico romano. A medida não afetaria significativamente a linguagem litúrgica, uma vez que o termo não consta das traduções oficiais dos missais romanos, mas implicaria na modificação de alguns hinários. O nome YHWH continuaria a ser utilizado na leitura do Lecionario e de Bíblias católicas romanas.[16][17].

Outros usos de YHWH

Geneva Bible, 1560. (Salmo 83:18)
Sendo amplamente conhecido, durante séculos antes da era comum não havia dúvidas quanto à sua pronúncia, o que explica a ausência de um abjad - um sistema de escrita com símbolos das letras que representam as consoantes.
A tradição religiosa dos judeus, especialmente a sua tradição esotérica e mística, a cabala, considera o Nome de Deus tão sagrado quanto impronunciável. Não se sabe ao certo a origem de tal tradição, ou como ela se desenvolveu com o tempo. Crê-se que se tenha originado no alegado receio de desobedecer o 3º dos Dez Mandamentos, ou Decálogo, dados a Moisés. “Não pronunciarás em falso o nome de Yeová [YHWH] teu Deus, porque Yeová [YHWH] não deixará impune aquele que pronunciar em falso o seu nome.” (Êxodo 20:7, BJ - A proibição seria sobre o mau uso do Nome Divino, não sobre o seu uso.)
De qualquer maneira, os judeus em algum período pós-exílico, adotaram a palavra hebraica ‘Adho.nái (que significa “Soberano Senhor”) ao pronunciarem o Tetragrama Sagrado. Assim, YHWH recebeu sinais vocálicos – colocados por copistas judeus chamados massoretas - de forma que fosse pronunciado Adonai. Sendo assim, ficou reservado apenas aos copistas e sacerdotes a correcta pronúncia de YHWH codificada num sistema de sinais vocálicos.
A pronúncia Jeová, além de aparecer em algumas versões bíblicas, também é usada pelos maçons, e rosacruzes. As correntes ligadas ao Cristianismo Esotérico, tais como a Gnose e a Rosacruz, identificam esse Tetragrama como designação do Espírito Santo, e não do Deus-Pai.

[]Na Cabala judaica

Segundo a Cabala Judaica, a Torá teria sido revelada a Moisés no alto do Monte Sinai, e ele teria registrado de forma escrita aquilo que só poderia ser entendido directamente de Deus, garantindo assim que permaneça impronunciável. Afirmam uma eventual relação do Tetragrama com o nome de Adão (Yode) e Eva (Chavah) no Génesis, já que Yode-cHaVaH é exactamente YHWH, o Tetragrama Sagrado, dando a entender uma relação mais profunda ainda entre o “Senhor Deus” e sua obra.
Com o decorrer do tempo, os judeus adoptaram outras expressões substitutas para se referir ao Tetragrama Sagrado: “O Nome”, “O Bendito” ou “O Céu”.
Na Cabala, as palavras correspondem a valores que são calculados usando-se uma atribuição de valores às letras do alfabeto hebraico. Isto chama-se gematria. É considerado um dos mais importantes mecanismos de interpretação do texto bíblico usados pelos cabalistas e místicos judeus. Usando gematria, os cabalistas calculam o valor numérico do Tetragrama Sagrado como sendo 26 (Yode = 10, Hê = 5, Vau = 6, Hê = 5; 10 + 5 + 6 + 5 = 26 ), cujo número menor é 8 (2+6). Para os rabinos, o número 26 também é sagrado pois identifica-se com o Tetragrama YHWH. Os ocultistas interpretam o Tetragrama YHWH e outros símbolos cabalisticos como signos mágicos poderosos capazes de abrir as portas da consciência humana.

[]“Jeová” ou “Javé”?

Nome IEHOVAH escrito numa parede de uma igreja norueguesa. (Fonte: O Nome Divino na Noruega)
Apesar da discussão sobre sua origem e significado, muitos afirmam que os sons vocálicos originais do Tetragrama YHWH jamais serão conhecidos [carece de fontes], estando perdida a pronúncia original. Tal posição tem levado a debates apaixonados sobre o assunto, tanto por parte de eruditos como de religiosos, o que têm produzido interessantes conclusões.
Alguns argumentam que se o nome de Deus fosse Jeová, não se falaria aleluia (Hallelu Yah), e sim aleluieo ou Hallelu Yeho - (“Glória a Yehowah“ Jeová). Mas Hallelu Yah - (Jah seja louvado”).
Esta controvérsia vem sendo travada por muitos anos. Atualmente, muitos eruditos parecem favorecer o nome “Javé” (ou “Iahweh”), de duas sílabas. Mesmo assim, o Hebraico ou Aramaico, não se usava vogais, era apenas composta por consoantes.
Mas, considerando alguns exemplos de nomes próprios encontrados na Bíblia, que incluem uma forma abreviada do nome de Deus na tradução Jeová, George Wesley Buchanan, professor emérito no Seminário Teológico de Wesley, Washington DC,Estados Unidos, afirma que esses nomes próprios podem fornecer indicação de como se pronunciava o nome de Deus.
Jehovah em manuscritos de William Blake.
George Wesley Buchanan explica:
“Na antiguidade, os pais muitas vezes davam aos filhos o nome de suas deidades. Isto significa que pronunciavam os nomes dos filhos assim como se pronunciava o nome da deidade. O Tetragrama foi incluído em nomes de pessoas, e eles sempre usavam a vogal do meio.”
Por exemplo, Jonatã aparece como (Yo•na•thán ou Yeho•na•thán) na Bíblia hebraica, significa “YHWH deu”. O nome do profeta Elias é ’E•li•yáh ou ’E•li•yá•hu. Segundo o Professor Buchanan, Eliassignifica: “Meu Deus é [YHWH].” Da mesma forma, o nome hebraico para Jeosafá (Yeho•sha•phát), significa “YHWH julgou”.
A pronúncia do Tetragrama com duas sílabas, como “Javé” (ou “Yahweh”), não permitiria a existência do som da vogal ‘O’ como parte do nome de Deus. Mas, nas dezenas de nomes bíblicos que incorporam o nome divino, o som desta vogal do meio aparece tanto nas formas originais como nas abreviadas, como em Jeonatã e em Jonatã.
O Professor Buchanan[18] diz a respeito do Nome Divino:
“Em nenhum caso se omite a vogal oo ou oh. A palavra era às vezes abreviada como ‘Ya’, mas nunca como ‘Ya-weh’. . . . Quando o Tetragrama era pronunciado com uma só sílaba, era ‘Yah’ ou ‘Yo’. Quando era pronunciado com três sílabas, era ‘Yahowah’ ou ‘Yahoowah’. Se fosse alguma vez abreviado a duas sílabas, teria sido como ‘Yaho’.” - Biblical Archaeology Review.
JEHOVA em trechos de Raymond Martin em Pugio Fidei adversus Mauros et Judaeos de 1270 (pag. 559).
Segue-se outra declaração feita pelo hebraísta Wilhelm Gesenius, no Dicionário Hebraico e Caldaico das Escrituras do Velho Testamento (em alemão):
“Os que acham que יהוה [Ye-ho-wah] era a pronúncia real [do nome de Deus] não estão totalmente sem base para defender sua opinião. Assim se podem explicar mais satisfatoriamente as sílabas abreviadas והי [Ye-ho] e יו [Yo], com que começam muitos nomes próprios.”
Na introdução da tradução de (Os Cinco Livros de Moisés), Everett Fox afirma:
“Tanto as tentativas antigas como as novas, para recuperar a pronúncia ‘correta’ do nome hebraico [de Deus], não foram bem-sucedidas; não se pode provar conclusivamente o ‘Jeová’ que se ouve às vezes, nem o padrão erudito ‘Javé’ ‘Iahweh’.”[19]
O nome JEHOVAH exibido numaIgreja Vétero-Católica) de Olten, Suíça,1521.
Os estudos eruditos continuarão. Os judeus deixaram de pronunciar o nome de Deus antes dos massoretas desenvolverem o sistema de pontos vocálicos. Não há como se provar quais vogais acompanhavam as consoantes YHWH (יהוה).
Ainda assim, os nomes próprios de personagens bíblicos fornecem indício da antiga pronúncia do nome de Deus. Assim, alguns eruditos concordam que a pronúncia “Jeová”, seja correcta.
A pronúncia original de יהוה é desconhecida, mas por séculos o uso da tradução Jeová[20], passou a ser amplamente divulgado e estabelecido entre muitos cristãos, tornando-se uma pronúnciafamiliar e popular em muitos idiomas. Assim, vários grupos religiosos, mais notavelmente as Testemunhas de Jeová, continuam a usá-la, ainda que muitos outros grupos religiosos favoreçam a pronúncia Javé ou Yahvéh, ou mesmo o titulo SENHOR. Segundo elas, os diversos nomes próprios existentes são muitas vezes pronunciados de maneiras diferentes da língua original, e assim como ocorre com o nome “Jesus”, transliterado do original Ye·shú·a‘ ou [vindo de Josué] Yeho·shú·a‘, não se deveria abandonar o uso do nome “Jeová” simplesmente por não se saber a pronúncia exata deste[21].

[]Transcrição em diferentes idiomas

Língua Nome Língua Nome
Africâner Jehóva Romeno Iehova
Árabe Igova/Jahova [3]يهوه Māori Ihowa
Awabakal Yehóa Motu Iehova
Bósnio Jehova Macedônio Јахве
Bugotu Jihova Narrinyeri Jehovah
Búlgaro Йехова Nembe Jihova
Croata Jehova / Jahve Petats Jihouva
Dinamarquês Jahve (/ Jehova) Polonês [br] / Polaco [pt] Jehowa / Jahwe
Neerlandês Jehova / Jahwe(h) Português Iavé (Javé) / Yahweh / Jeová
Efik Jehovah Ewe (Ʋegbe) Yehowah
Inglês Jehovah / Yahweh Russo Иегова / Яхве
Fiji Jiova Samoa Ieova
Finlandês Jahve / Jehova Sérvio Јехова / Jehova
Francês Yahvé / Jéhovah SeSotho Jehova
Futuna Ihovah Espanhol Yavé Yahveh /Jehová
Alemão Jehova / Jahwe KiSwahili Yehova
Grego Iehova / Yiahve Ιεχωβά / Γιαχβέ Sueco Jehova / Jahve
Húngaro Jahve / Jehova Tagalo Jehova/Yahweh
Igbo Jehova Taitiano Jehovah
Indonésio Yehuwa Tongan Jihova
Italiano Geova / Jahve Turco Yehova
Japonês EHOBA/YAHAWE
エホバ / ヤハウェ
XiVenda Yehova
Coreano Yeohowa 여호와
Yahwe 야훼
Xhosa u Yehova
Mandarim chinês tradicional Yéhéhuá / Yǎwēi / Yǎwēi
耶和華/雅威/雅巍
Yoruba Jehofah
Mandarim chinês simples Yéhéhuá / Yǎwēi / Yǎwēi
耶和华/雅威/雅巍
Zulu u Jehova
 wikipedia

www.universidadedabiblia.com.br

2 comentários:

  1. Y H VV H = QUE VOCÊ acabou de LÊR ( éo mais importante de tudo ) significa o nome dos criadores-ETERNOS, foi revelado ao Moisés, no Monte Sinai, na Escrituras Sagradas Hebráicas Arcaicas. Chama das de Torah. Na Bíblia Sagrada, exodus,capitulo,3,versículo,13 : http://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/3 nas BÍBLIAS modernas o LUCIFÉRO ( o anjo-decaído ) agindo nas trévas instigou tradutores que não tem compromisso com a verdade a colocarem o nome de um ídolo grego = Iesu + s – e – depois no latim = trocou o I por J e ficou = JESUS = VEJA O VÍDEO NO YOUTUBE.COM http://www.youtube.com/watch?v=XNVzksxqhMI com os esclarecimentos completos. Y H W H foi transliterado do Hebráico Arcaico as Letras atuais: agá: H, dábliu: W, agá: H, e ypsilon : Y no HEBRAICO a leitura é feita da direita para a esquerda. O tetragrama são duas palavras. Para passarmos para o Português façamos a inversão, ASSIM : PRIMEIRO : DIVIDIMOS AS PALAVRAS POR UM TRAÇO, POIS NO PORTUGUÊS DUAS PALAVRAS JUNTAS PODE MUDAR O SOM eou SIGNIFICADO : Y H – W H , e para LER invertemos; para H Y - H W . a letra: H , se pronuncia português como se fosse um RR como na palavra carro, a letra Y , se pronuncia como se fosse um I , dobrado ou seja dois II (is ) no plural. juntando o H Y , a pronuncia fica : rym . e significa ETERNOS. Que é o nome dos CRIADORES. Agora a outra palavra é : H W , o H , é igual também a um R, na palavra carro. E o W = VÊ-DÁBLIU , são dois vês : isto é dobrado, o nome é VÊ-DÁBLIU , o vê se pronuncia “ U “ o vê-dábliu : são dois Us isto é plural : para se escrever então fica ASSIM : RYM pronuncia = RYM o M significa plural. no segundo caso : fica ASSIM : RUL o L significa o plural, ao pronunciar , leva-se a ponta da língua ao céu da boca. Amnáo. Cada U , significa : PODER, no caso plural : poderes: RYM-RUL = ETERNOS-PODERES. E para completar a palavra : HAB , significa : os CRIADORES , transliterando de maneira incorreta = RABI , isto é no plural. devemos escrever “RAB “ não com o “ I “ e sim, com o
    “ Y “ que é o plural. rab-Y = com a pronuncia : rab-RYM , mais completo , rab-RYM-rul. A referencia é : Rab , o NOME dÊLE é RYM : eternos, e ÊLE é RUL : poderes. rab-RYM-rul = criadores-ETERNOS-poderes. com o W : vê-dábliu que é plural. e ficaria assim : RW , e ou RVV . trocamos significado do vê que o som do U no português e colocamos a letra “ L “ para dar o som de plural. levando ...a... língua ...ao... céu..da.. boca...manushua@gmail.com +
    87.NAQUELE TEMPO,Eu(rab-RYM) mudarei a fala d Meu povo d regresso(arrependido) Hebraico puro d tal forma pra q eles possam,
    Naquele tempo,Eu(RYM-RUL)mudarei a fala d Meu povo d regresso(arrependido)para Hebraico puro,de tal forma q eles possam adorar“RYM-RUL“ juntos em harmonia e unidade ! Sofonias 3:9 Bíblia. Assim você vê que sempre foi o propósito de rab-RYM, significa = Criadores-Eternos, purificar a língua de seu povo de regresso (arrependido), por que você irá se lembrar que, desde o grande fracasso da torre de Babel ( Babilônia ) as línguas dos homens foram amaldiçoadas, exceto para o Arcaico, original Hebraico. o seu nome : hó, RYM-RÚL, hó, RYM-RÚL, quão EXCELENTE é o teu nome por toda terra santificado, ADORADO sublime... reconheceremos a genuína Fonte e Principal Mover de toda vida,

    ResponderExcluir
  2. Gosto que citem a(s) fonte(s). Fazer Copy e Paste de blocos de texto é ruim para quem os faz. E quem foi o autor original não gosta. Entende?

    ResponderExcluir